(11) 4116-2260 atendimento@leelah.com.br
Escolha uma Página

Como Reduzir a Taxa de Rejeição com Inovação em Conteúdo

por | 5 set, 2017 | Dicas de Marketing Digital | 0 Comentários

Quando observamos os indicadores de algum site por meio de ferramentas como o Google Analytics, um dos principais dados é quanto a taxa de rejeição (ou bounce rate, em inglês) – que representa o percentual de usuários que acessaram uma determinada página de seu site e saem rapidamente ou não seguem com a navegação para outras páginas.

Este comportamento é realmente preocupante, já que sempre queremos as pessoas cada vez mais tempo no site consumindo conteúdo útil. A questão é: quais as principais técnicas utilizadas para evitar e como reduzir a taxa de rejeição?

Primeiramente, podemos considerar que a taxa de rejeição acontece quando não atraímos o público correto para o nosso site – ou o conteúdo não é atrativo mesmo para aqueles que estão interessados.

Leia também: Vantagens de contar com uma agência de Marketing Digital no ABC

Como reduzir a taxa de rejeição: primeiros passos

Separamos para você algumas dicas importantes de como reduzir as taxas de rejeição no seu site. Anote:

1. Legibilidade

Garantir uma boa legibilidade, ou experiência durante a leitura, é fundamental para que o visitante tenha uma boa primeira impressão sobre a disposição do conteúdo que ele está acessando em seu site.

Afinal, a internet é um meio de comunicação rápida, onde o usuário pode estar realizando diversas tarefas ao mesmo tempo enquanto acessa o seu conteúdo.

Desta forma, é importante construir seu conteúdo de maneira bem organizada – dividir os textos em parágrafos curtos é uma boa alternativa, por exemplo, utilizando sempre títulos e subtítulos em negrito.

Também são bem vindas ilustrações e imagens que se relacionem ao texto e que tragam uma boa resolução.

2. Layout

Já entrou num site e encontrou uma infinidade de pop ups e banners oferecendo mil coisas, e por vezes até aparecendo em cima do próprio conteúdo, dificultando a leitura? A internet está cheia deles, que chegam até a conseguir certo número de cliques ou captação de emails, mas certamente incomodam muito o usuário.

Já que existem alguns pontos positivos encontrados, não vamos abolir este tipo de chamada – cabe aqui o bom senso de cada um. Não exagere, pois conseguir cliques em propagandas ou captar emails geralmente não é o objetivo principal, e portanto não devem ser mais visíveis que o próprio conteúdo.

Recentemente houve uma boa discussão em grupos de SEO sobre esta questão dos pop-ups se são ou não prejudiciais para a otimização de sites, mas isso é uma boa opção para outro artigo.

3. Links internos e externos

Outra técnica fundamental quando pensamos em como reduzir a taxa de rejeição, e que é de certa forma até intuitiva quando pensamos em manter o usuário no site, é criar links internos.

Estes links são justamente o que o farão prosseguir a navegação, quando são utilizados de maneira correta: relacionando conteúdos similares.

Citou no seu texto alguma palavra que é tema de outro artigo? Coloque um hiperlink e dê ao visitante a oportunidade de se aprofundar ainda mais no tema, e por ai vai.

Já os links externos são aqueles o qual você pode ajudar o internauta entregando alguma facilidade ou serviço, mesmo que de outra empresa, para facilitar a vida dele. Mas esses links externos também podem trazer tráfego de outros sites para o seu, caso você tenha tido a felicidade de produzir um conteúdo que realmente tem valor.

Não deixe de identificar quais são esses sites que estão linkando para você, pois por vezes o conteúdo desses sites pode não ter relação nenhuma com a sua página – o que resulta em rejeição. Esse último não interfere diretamente na taxa, mas proporciona uma experiência negativa. Pense nisso!

4. Criatividade

A criatividade deve fazer parte da maioria dos recursos utilizados para atrair e manter o visitante no seu site. Então parei e busquei alguma solução inovadora com objetivo de reduzir a taxa de rejeição do seu site.

Foi então que entre algumas ações, encontrei esta feita pelo pessoal da Resultados Digitais nesse artigo que até o momento eu não tinha visto em nenhum site ou serviço online. Achei bacana, pois além de entregar um conteúdo bastante completo, como sempre, entregou uma alternativa para quem não gosta de ler, ou até mesmo quer fazer outra coisa e não tem tempo de ler, mas sim para ouvir.

A solução foi transferir o artigo para o formato de áudio para facilitar a experiência do usuário e colocar o “elemento” já no início do texto. Até aí nada inédito!

O ponto em que mais chamou atenção aqui é quando clicamos no “play” para ouvir este áudio, e me deparo com a necessidade da inclusão de um email, é claro que coloquei o e-mail porque me interessava ouvir o conteúdo e testar a funcionalidade. Legal, né?

Este é só um exemplo, e diversos outros recursos podem se devem ser explorados, basta se manter atualizado e usar sua criatividade. Eu gosto bastante de infográficos, pois é uma maneira interessante de reter a atenção do internauta, já que ele terá que abrir o infográfico para ler, logo você conseguirá mais um clique na sua página, um link externo ou interno e ainda mais tempo de navegação no seu site.

Gostou do artigo? Continue no blog! Temos diversos outros textos e dicas relacionados ao mundo do marketing digital. Não se esqueça de compartilhar em suas redes sociais, além de comentar aqui em baixo sua opinião e sugestões para novos temas. Sua participação é sempre bem vinda. Obrigado e até breve!

Leia mais: Marketing digital barato, sim é possível!

Se você gostou do nosso artigo, deixe aqui seus comentários e compartilhe seu conhecimento com outros usuários que acessam nosso site. Envie também sua sugestão para novos artigos do blog e compartilhe em suas redes sociais. Sua participação é sempre bem-vinda!

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

FALE CONOSCO

WhatsApp chat